As irmãs da Ressurreição e nós acreditamos que o ser humano, feito à imagem e semelhança de Deus, tem dentro de si, algo divino: a sua Essência como pessoa. É o que ele tem de melhor. Uma Essência tão grandiosa e nobre que entendemos como sendo a presença de Deus em cada um de nós. É este aspecto grandioso da pessoa que a conduz ao crescimento, que impulsiona a enfrentar desafios; a adquirir novas competências, a vencer a si mesmo, a ampliar horizontes sem desrespeitar os direitos alheios. Vós sois Deuses. (Jô 10, 34 e Sl. 82, 6)

Nossa missão no mundo é, exatamente, conduzir o ser humano à descoberta de seu valor, à grandiosidade de seu próprio ser.
Que ninguém seja condenado a viver na periferia de si mesmo, exposto a ser levado por promessas de realização fácil, felicidade aparente, propaganda enganosa.
Que todos possam saber que a fonte da vida está dentro de si mesmos. Na interioridade de cada um, é que se encontram os melhores direcionamentos. Mas, que é preciso busca-los e cultiva-los com rigor e disciplina.
Que o conhecimento de nossos limites e fragilidades é fundamental para avançarmos rumo à ampliação das próprias possibilidades.
Que o domínio dos mecanismos internos de ser: dons, fragilidades e modos de lidar com a vida são essenciais para o crescimento pessoal.
Que somos filhos de Deus e que a nossa herança é a semelhança com Ele na capacidade de amar e perdoar, de crescer e gerar vida.
Sabemos que, desde a tenra idade, todos nós sofremos os efeitos de posturas inadequadas daqueles que viveram ou vivem à nossa volta. Uns, nos chamam de lerdos, outros, de superdotados, alguns gritam demais, outros mimam em excesso, alguns nos ignoram. Copiamos modelos, muitas vezes inadequados. São muitas as cobranças e exemplos ruins que podem nos levar a perder-nos pelo caminho e a esquecer-nos de nossa grandiosidade original. Assim, nossa missão, é também, conhecer nossa realidade distorcida, aniquilada, sofrida. Conhecer aquelas forças (esquemas) que existem em nós e que nos enfraquecem porque nos fazem sofrer (o medo, a vergonha, a ira, a baixa auto estima, o sentimento de não ser amado, de não ser aceito, etc…) e provocam também o sofrimento das pessoas com quem nos relacionamos. Faço o mal que não quero e não faço o bem que quero, dizia S. Paulo. (Rm 7, 19)

Em meio a este cenário sombrio, onde prevalecem a desigualdade e a falta de noção do próprio valor, focamos a Essência do ser, a nobreza, a inteligência, a beleza, a alegria, o amor, enfim, as possibilidades mil de crescimento que toda pessoa porta em si.
Por isso, as Irmãs da Ressurreição e nós queremos propor:
1º Cominhos de conhecimento de si mesmo.
2º Caminhos de reversão das possíveis distorções existentes na pessoa.

A mudança é possível. Podemos, sim, nos transformar, nos modificar. A tarefa não é fácil! No inicio, a luta é dura! Mas muito gratificante! Traz alegria de viver, dá força e competência para o enfrentamento de próximas batalhas. Eleva a auto-estima e conduz a ressurreição. Com esse trabalho, a pessoa não fica mais à mercê dos acontecimentos e nem nas mãos de ninguém. Ela e Deus são um e, juntos, formam o próprio eixo e referencial. Isso é maravilhoso! Uma conquista e tanto.

Na Ressurreição de Cristo é que se enraíza esta nossa missão de educadores:
– Levar vida nova e luz de Ressurreição a todos quantos pudermos alcançar com nosso serviço e testemunho (Const.), é o trabalho nosso. Para que todos tenham vida e a tenham em plenitude. Jo 10, 10.

– Despertar o potencial de crescimento que existe em cada pessoa, abrindo portas, mostrando caminhos e novas possibilidades.
– Habilitar para uma comunicação mais ampla e satisfatória, para a aquisição de competências variadas de acordo com aptidões próprias, para o enfrentamento de dificuldades, para a resolução de problemas simples e complexos, para a tomada de decisões, para o equilíbrio entre pensamento, emoção e ação, para administração das emoções, para o empreendimento de novas conquistas, para seleção entre o que está, ou não, de acordo com o próprio crescimento e a relativa garantia da própria felicidade.
– Conduzir a pessoa através de processos de transformação de seu interior para torna-la senhora de si, autônoma e feliz.
Está é nossa missão neste mundo.